Burn, baby, burn…

Posts com tag “família

Pizza Medieval

Quando o João me falou as palavras “Pizzaria Medieval” eu achei que tinha ouvido mal, mas era verdade. Existe mesmo uma pizzaria forneria temática em Porto Alegre. E se chama Excalibur.

From Capsaicina

Ei ei, calma. Volta aqui. Não é um lugar bobo. Pelo contrário: é bem legal e a pizza é boa, mas vamos por partes, começando pelo lugar em si e pela decoração.

From Capsaicina
From Capsaicina
From Capsaicina
From Capsaicina

Deu pra ver o climão de masmorra, né? Os sachês de ketchup e etc ficam em um baú em cima da mesa, mantendo o clima medieval.

From Capsaicina

E a comida? ÓTIMA!

From Capsaicina

Os sabores tem nomes legais (Constantinopla, Purgatório, Távola Redonda, etc.) e a pizza em si é MUITO boa. A massa fica naquele ponto ótimo entre fofinha por dentro e crocante por fora e a pedra na qual ela vem servida não deixa que ela esfrie. O dono também é uma pessoa muito simpática e acessível, que ficou um bom tempo conversando com a gente, tanto para ver se estava tudo certo quanto nos contando como surgiu a inspiração para abrir o lugar.
Lugar interessante, comida excelente e bom atendimento. Recomento fortemente.

Excalibur Forneria
http://www.excaliburforneria.com.br/

Rua Desembargador Esperidião de Lima Medeiros, 238 – Três Figueiras
Porto Alegre / RS

Telefones: (51) 3332-0404


Pastel de raiz

Não, não é pastel de aipim.
Meus amigos e minha família são uma fonte de sugestões para estas aventuras, como vocês já devem ter notado.
A que eu vou contar agora é cortesia do meu irmão, Ricardo, que já conhecia e falou tão bem do lugar que decidimos ir lá enquanto íamos para um pizzaria. Sim, ele nos fez mudar de curso, mas valeu a pena.
O lugar é chamado de Pasmania, o que me faz pensar se a intenção era um trocadilho com Tazmania+pastel. Independente disto, o pastel é bom, tem uma grande variedade de sabores e tem 3 tamanhos, o que eu acho ótimo, pois dá uma flexibilidade muito maior, apesar de causar aquelas dúvidas de sempre: como 1 grande ou 3 pequenos? Um médio salgado e um doce pequeno?

From Capsaicina

Seja qual for sua escolha, leve em conta que os pastéis são BEM recheados, praticamente não tendo espaço vazio na massa.

From Capsaicina

Ah, eles tem também bifes e outras coisas, como batata frita.

From Capsaicina

Os pastéis pequenos custam em torno de R$3, o que quer dizer que com 6 pila dá pra se alimentar bem.
São duas filiais: Gravataí e Cachoeirinha, ambas com opção de tele-entrega.
O site tem muita informação e deveria servir como exemplo para outros estabelecimentos.
Altamente recomendado!

Pasmania Pastéis

http://www.pasmania.com.br/

Seg à Sábado
Telentrega: 11h30 às 14h e 17h às 24h
Atendimento: 11h às 24h

Domingos e feriados
Telentrega e atendimento: 17h às 24h

CACHOEIRINHA, RS
3471-1122 | Papa João XXIII, 60

GRAVATAÍ, RS
3488-4393 | Benjamin Constant, 339


Upgrade bem-vindo

Eu já conhecia a Pizzaria Pier10 e sempre gostei pelo fato de oferecer pizzas mais elaboradas que a média com um preço justo, mas achava o lugar um pouco pequeno e mal-localizado.
Quando fiquei sabendo que havia mudado de lugar e tinha ficado melhor, tive que ir conhecer!

From Capsaicina

Eu adorei o ambiente, pois tenho PAVOR dasquelas pizzarias estilo da Cristovão Colombo, em que mal tem espaço pra passar entre as mesas e fica todo mundo se acotovelando e gritando. Aqui o nível é outro, com janelas enormes, ambiente calmo e tranquilidade.
As pizzas continuam ótimas, a massa continua sendo a melhor que eu conheço (o que não é surpresa quando sabemos que vários cursos foram feitos pela equipe) e os sabores são por vezes exóticos (como no caso da de castanhas) mas todas muito saborosas.
O preço é mais caro do que o das pizzarias cheias de gente suada e refrigerante quente, mas vale a pena.

From Capsaicina

Eu sei que há um restaurante convencional junto à pizzzaria, mas nunca experimentei a comida.

Restaurante Pier 10
Rua Marques do Herval, 1191 – Centro
São Leopoldo – RS


Churrasco pra quem gosta de carne

Tá, eu sei que soa estranho, mas tem gente que gosta de ir em churrascaria pra comer salada, polenta, aipim, rabanete, arroz, feijão, anéis de cebola, tomate, alface, cebola, farofa, queijo assado, abacaxi, pão com alho, banana a milanesa, salada de batata e, se couber, um coraçãozinho.
Eu prefiro ir em churrascaria pra comer CARNE, e portanto adorei a dica que um amigo me deu: a Churrascaria Giovanaz.

O lugar é sem frescura total: na mesa tem polenta, cebola em conserva, maionese caseira. No espetos (que não param de ser oferecidos) as carnes são simples também: salsichão, galeto, lombo, costela, maminha, coração e vazio.
Antes que você vire a cara, te digo o seguinte: TODAS essas carnes estavam macias e deliciosas. As carnes não são nobres mas são de altíssima qualidade e os garçons não ficam se fazendo pra te dar carne e ela vem no ponto certo. O preço é ridículo: R$18 por pessoa, o que ajuda a explicar o enorme movimento nos fins-de-semana.
Pra quer comer MUITA carne sem pagar caro, fica a dica.

From Capsaicina

Ah, antes que eu esqueça!
LEVE DINHEIRO!
Como diz ali, eles não trabalham com cartões.

Avenida Venâncio Aires, 28
Porto Alegre – RS, 90040-191
(0xx)51 3227-4217


Como conquistar clientes e mantê-los

De vez em quando eu tenho experiências ruins e de vez em quando eu vejo gente realmente fazendo de tudo para que um restaurante dê certo. O Dado Garden Grill me demonstrou que a equipe merece meus parabéns depois da experiência que tivemos lá.
Chegamos lá cerca de 11 da noite, portanto uma hora antes do horário de encerramento. Os grelhados estavam um pouco ressecados e os atendentes não estavam muito a fim de nos dar carne nova e tampouco deixar que escolhêssemos as bananas grelhadas, pãezinhos e etc. Reclamamos com a caixa e ela nos pediu desculpa dizendo que era a primeira semana depois da reforma, agradeceu as sugestões e nos deu vouchers para que pudéssemos voltar e conferir se o serviço tinha melhorado. Além disso, recebi um e-mail da assesoria de imprensa, agradecendo as sugestões e querendo saber se já havíamos voltado lá.

Pois bem: quando voltamos lá, o serviço realmente tinha melhorado e apesar do horário avançado, o serviço prosseguiu ótimo até a meia-noite, como deveria ser em qualquer restaurante.

A comida continua ótima: boa variedade de saladas, carnes de qualidade e um bom buffet de sobremesas. Ah, tem também o sushi, mas eu prefiro comer este tipo de comida em restaurantes especializados.
O preço não é barato (em torno de R$40 por pessoa), mas fica no nível das churrascarias e grelhados, e considerando a qualidade da comida faz com que valha a pena a visita.
Além disso, eles tem um espaço para crianças e o estacionamento do shopping, o que torna a refeição muito mais tranquila.
Altamente recomendado.

O restaurante fica dentro do Praia de Belas Shopping

http://www.dadobier.com.br/restaurante-porto-alegre-dado-garden-grill-dado-bier-restaurantes

3233.0696

Aveninda Praia de Belas, 1181, Porto Alegre – RS


O dia em que a gula encontrou a soberba

Churrasco é uma coisa tão difundida, tão entranhada na cultura gaúcha, tão comum, que acaba entrando naquela categoria do “é ruim, mas tá bom”, e qualquer carne assada razoável já é suficiente, principalmente se o preço for bom.
Já ouvi gente dizer “o churrasco não é grande coisa, mas enchi a barriga de carne, então tá bom” e não dar bola por ter comido um churrasco meia-boca.
A Churrascaria Vitória, em Canoas, tem carnes boas, mas o atendimento no almoço de hoje me deixou realmente decepcionado.
O estabelecimento (pela terceira vez) fez uma coisa que me incomodou, só que hoje foi um pouco pior: quando reclamei com o dono/gerente/cacique, ele simplesmente tentou me mostrar que o errado era eu. Nas palavras dele, “400 pessoas comeram aqui hoje e só vocês reclamaram disso. Deve ter alguma coisa errada aí.”

Voltando pra casa e pensado no ocorrido, fiquei pensando: será eu que sou chato ou o público em geral está acomodado?
Este texto aqui me fez pensar nisso. E eu realmente acredito que só eu tenha reclamado. Eu realmente acredito que os outros 397 passaram pela mesma coisa e preferiram deixar pra lá, e isso me deixa mais triste do que o fato de que fui destratado em um restaurante.


Come Dio comanda!

Inverno, a estação da engorda. Época de comer muito queijo e chocolate, de preferência juntos. Melhor ainda se for em Gramado, onde as opções são muitas e você pode usar a desculpa de que “ir a Gramado e não comer chocolate é como ir a Roma e não ver o Papa”, obviamente omitindo que você nunca vai à Igreja e que abanar para o Sumo Pontífice não engorda. Mas sejamos sinceros por um instante: todo mundo precisa de comfort food de vez em quando, e se tem alguém que entende do assunto são os italianos. Uma boa massa melhora o dia de qualquer um, principalmente se for em um ambiente aconchegante, e nestes quesitos o Pastasciutta se sai bem.

Ambiente

A parede rabiscada dá um ar de boteco que destoa do resto, mas não chega a incomodar, e usar escorredores de massa como luminárias foi uma ótima idéia. Só não vai fazer isso em casa que periga a mamma te bater com o rolo de massa!
O charme campesino continua nas panelas e frigideiras de ferro, que vão à mesa e dão um sabor especial, além de manterem a comida quente por mais tempo. (Tagliatelle)
As porções são supostamente para duas pessoas, mas eu quero saber que tipo de trabalho braçal fazem estas duas pessoas! As porções são generosas como o decote das divas de Fellini, podendo facilmente alimentar três pessoas normais, o que acaba tornando o preço mais atraente.

Porção generosa

O sistema é simples e direto como um assassino da máfia: escolha a massa e escolha o molho que vai afogá-la. A massa é feita lá mesmo, e as opções de molho e de pratos vão desde o trivial até os mais complexos, como o molho parisiense. Para quem tem pressa (ou não quer esperar a comida ficar pronta) há também a opção de antipasto por quilo, com uma boa variedade de saladas e comida típica italiana.
Cantina Pastasciutta
Avenida Borges de Medeiros, 2083 – Centro/Planalto
Gramado – RS, 95670-000
(54) 3286-5600


O frio como desculpa

Vitor Ramil tem razão quando fala em “estética do frio”. Portoalegrense não pode sentir um friozinho que já se transforma. Baixou dos 20ºC já tem gente vestida como se estivesse em pleno inverno Dinamarquês. A Serra Gaúcha então fica lotada de gente do Brasil todo, querendo ver neve, comprar malha e passar mal de tanto comer no café colonial e esquecendo que a Serra Gaúcha é muito mais do que Gramado e Canela.
Nova Petrópolis, por exemplo, é uma cidade adorável que por vezes é esquecida pelos turistas.
Lá há vários lugares legais pra ver e principalmente comer, como o Unser Haus.

IMG_4637

O estilo “casa da vó” está em todo lugar. Seja nos objetos autênticos que decoram as mesas, seja nos quadros que estão nas paredes.

IMG_4682

A comida é alemã rústica, mas também com um belo buffet de saladas, pra quem não quer ir embora com culpa por todas as panquecas de maçã com molho de laranja que certamente vai comer lá. O strudel de ricota também vai causar danos à sua dieta. Tá bom, TUDO vai acabar com a sua dieta, pois é tudo saboroso.

IMG_4690

Nem sentado você está seguro, pois eles levam na mesa uns bolinhos de batata fantásticos.

IMG_4680

Os clássicos estão lá: bolo de carne, carré suíno, joelho de porco e repolho roxo agridoce, entre outros.
E eu nem vou falar nas sobremesas, pois seria maldade minha te deixar com vontade de comer a torta de bolacha, dizendo que foi a melhor que já comi. Longe de mim te fazer salivar descrevendo que o musse de chocolate parece uma nuvem. Bem capaz!
Não bastasse a comida, tenho que agradecer o Luis Felipe Rambo, que nos atendeu muito bem e me mostrou o cardápio que é servido durante a noite, cardápios estes que foram feitos com revistas antigas, uma idéia original e divertida.

IMG_4694

Se você quer um lugar aconchegante em Nova Petrópolis, com comida deliciosa e preço justo, o Unser Haus é uma ótima opção.
Restaurante Unser Haus
Nova Petrópolis – Serra Gaúcha – Brasil
Av. XV de Novembro, 809 – Centro
(54) 3281-3737 – reservas@unserhaus.com.br
Almoço Típico dos Imigrantes Alemães servido no
Fogão à Lenha Sábado e Domingo a partir das 11:30h
À La Carte de Filés, Pratos Alemães e outras delícias
Sexta e Sábado a partir das 19:30h

IMG_4692


Passeio na Serra

Meu irmão precisava fazer umas compras no varejo da Tramontina, aí fui junto pra passear um pouco e depois das compras fomos procurar um lugar para almoçar. Ele mesmo sugeriu o Canta Maria, um lugar simpático próximo ao pórtico de entrada de Bento Gonçalves.

O andar de cima tem um armazém que vende vinhos, grappa e outros produtos da região, enquanto o restaurante fica no andar de baixo, em um salão com cara de porão. Bem interessante.

A casa segue aquele sistema bem conhecido de oferecer três tipos de rodízio, com quantidades crescentes de comida e preço.

Achamos que o intermediário já etava de bom tamanho, e não nos decepcionamos. Obviamente que a sopa de capeletti estava presente.

 

 

 

 

 

 

 

Os pratos disponíveis na mesa também eram dignos de nota. A salada estava fresca e combinava muito bem com o galeto, polenta e costelinha de porco.

 

 

 

 

As sobremesas são razoáveis. O sagu é muito bom, mas o pudim de leite e a ambrosia são bem meia-boca.

 

Considerando o preço e a qualidade da comida, vale a pena comer lá. Não tem nada de espetacular mas também não tem nada de errado.

Canta Maria

http://www.cantamaria.com.br/index.php

RST-470, Km 17 – ao lado da pipa-pórtico de Bento Gonçalves
Aberto de Segunda a Sábado das 11h30 às 17h e 19h às 23h.
Domingo das 11h30 às 15h30

Fone  (54) 3453-1099

restaurante@cantamaria.com.br

 


Café da manhã prático

Todo mundo conhece o clichê do café da manhã americano que tem torradas, ovos e bacon.
E que tal reunir tudo em um bolinho gostoso, prático e fácil de fazer?
Egg and bacon basket
É simples: unte a forminha de muffin com manteiga, forre com pão de sanduíche, coloque uma fatia de bacon cortada no meio e cruzada dentro do “cestinho” de pão e cubra tudo com um ovo. Se quiser, tempere com pimenta do reino.
Aqui vai uma dica: coloque o bacon em tiras sobre 2 ou 3 folhas de papel toalha e coloque no micro-ondas por alguns minutos. As tiras vão ficar sequinhas e perfeitas para esta receita.
Depois de tudo montado, coloque no forno por aproximadamente 20 minutos, até que o ovo esteja firme.
Egg and bacon basket


Encosta da Serra – revisitado

Só lembrando que o Encosta da Serra continua muito bom e pra colocar fotos melhores e mais novas.
Encosta da Serra
Buffet
Sobremesas
Buffet
Buffet
Buffet

Ah é. Lá ainda tem Coca-cola em garrafa de vidro.

Coca-cola


Opa’s Kaffeehaus

Quantidade ou qualidade? O que você prefere? Eu prefiro qualidade. Acho mais satisfatório sair satisfeito do que estufado, e se você é como eu, provavelmente vai gostar do Opa’s Kafeehaus, um café colonial que não oferece uma enorme variedade (são “apenas” 45 variedades) mas oferece comida de boa qualidade.
O cardápio é o seguinte (retirado do site):
Quatro Geléias – Mel – Manteiga
Nata – Requeijão puro e com temperos
Pães (aipim – leite – centeio – cuca)
Empada de massa folhada com recheio de frango
Bolos (mármore – inglês – laranja – coco)
Pastel de massa folhada com recheio de palmito
Trouxinhas de maçã – Torta de cebola – Bolo de requeijão salgado
Conservas (pepino – cebola – ovos de codorna – chucrute)
Seis tipos de tortas, algumas com frutas da época
Queijos (frescal – colonial – prato)
Lingüiça cozida – cinco tipos de frios (morcela branca e vermelha – queijo de porco – salamito – copa “presunto defumado”)
Geléias e outras coisas pra passar no pão
Delícias
Geléias e outras coisas pra passar no pão
Embutidos
Fritos e picles
Bolos
Tortas

Além disso, há uma área toda envidraçada que proporciona uma visão panorâmica da paisagem. Ir pra lá em um dia MUITO frio e ficar olhando para aquelas montanhas enquanto se entope de chá quente e outras guloseimas é uma das melhores coisas do inverno. Pena que neste dia a neblina cobria tudo, então vou ficar devendo uma foto. O fato de ficar em Nova Petrópolis ajuda, pois não fica tão lotado como Gramado e Canela durante o inverno e é mais perto.
Horário de funcionamento:
3ªfeira a 6ª feira a partir das 14 horas até às 20horas
Sábados a partir das 13 horas
Domingos e feriados a partir das 12 horas
Tel: (54) 3281.1273 / fax: 3281.3487
E-mail: cafecolonialopas@yahoo.com.br

É fácil de achar: chegando na cidade, procure pelas placas azuis de sinalização. É perto da praça do labirinto.

Ah, custa R$30 por pessoa, ou R$27 se for pago em dinheiro. No site tem um cupom de 10% de desconto sobre o total da nota.

Sem mapa desta vez pois o Google Maps não sabe da existência de ruas em Nova Petrópolis.


Pimenta verde

Inspirado por este post do Destemperados, resolvei procurar pimenta verde. Felizmente, foi fácil de achar no supermercado e não é cara. Obviamente que eu não tenho como comparar os dois pratos, pois não provei o que é servido no restaurante em Praga, mas a minha tentativa ficou exatamente como eu queria.
Eu fiz um molho com bacon, cogumelos, nata e pimenta do reino verde. A pimenta, comida sozinha, é um pouco forte, mas no contexto do molho ficou interessante pois a nata balanceou bem os sabores, e era divertido morder as bolinhas e sentiar aquela pequena explosão de capsaicina na boca.
Molho de pimenta verde
A família aqui adorou, principalmente meu pai, que antes de comer ficou em volta cheirando o ar, curioso pra saber o que eu estava fazendo.


Novamente no Applebee’s

O Appleebee’s é um lugar que não me empolgou quando vi pela primeira vez, mas devagarinho está se tornando um dos meus favoritos pra uma comida simples e saborosa. Bem a idéia que eles vendem de “Neighborhood Grill”, o “Buteco da vizinhança” em uma tradução porca.
Dessa vez foi diferente, pois estava presente o meu pai, que é uma pessoa chata exigente pra restaurantes. Confesso que eu estava com um pouco de medo de que ele não gostasse da sugestão.
O legal é que descobrimos que tem um segundo andar com uma sacada virada para o Guaíba. Chegar lá com o carrinho foi uma bosta, pois só há escadas, mas valeu a pena.
Começamos com as lemonades, que eu gosto bastante e são boas pra escapar da dupla Coca/Pepsi de sempre.
Lemonades
Denise e Carlo comeram um Hand-Battered Fish & Chips (Tenras tiras de filé de peixe empanadas a mão e fritas até dourarem. Servidas com batatas fritas e molho tártaro). Bom, mas nada de especial.
Hand-Battered Fish & Chips

Para meu pai, eu sugeri um Bourbon Street Steak & Shrimp (Uma combinação de steak e camarão. 250g de nosso Bourbon Street Steak acompanhado de camarões ao estilo Cajun, arroz espanhol, cebolas e cogumelos sauté). Eu conheço ele e sei que um bife com arroz é uma das coisas que ele mais gosta no mundo.
Bourbon Street Steak & Shrimp
E acertei! Ele gostou bastante e elogiou tudo, até o arroz.
Rebeca resolveu se aventurar pelas massas e foi de Chicken Parmesan (Peito de frango empanado, gratinado com nossa mistura de queijos italianos, acompanhado de fettuccine banhado no nosso molho Marinara).
Chicken Parmesan
O prato, além de muito saboroso, é ENORME. Dá tranquilamente pra duas pessoas ou um ogro com sobrenome terminado em “ini”, “oni”, “eti” ou qualquer outro sufixo comum na Itália.

Eu pedi um Thai White Fish (Delicioso Cod Fish Fillet grelhado, servido com uma combinação de brócolis, pimentão vermelho, cenoura e camarões, banhados em nosso molho Chilli Garlic e coberto com o toque agridoce do nosso molho Stir Fry).
Thai White Fish

Eu não sou um grande fã de bacalhau, mas o resto da descrição me deixou bem curioso. No fim das contas foi o melhor bacalhau que já comi, pois o sal não se sobrepõe aos outros temperos. Além disso, o contraste do bacalhau com o molho agridoce é bem interessante.

Saímos de lá satisfeitos e ainda com vontade de comer a tal de Sizzling Apple Pie (Deliciosa torta de finas camadas de maçã, sobre uma massa leve e crocante, coberta com um crust de nozes, servida em um skillet quente, acompanhada de calda de caramelo e sorvete de creme).
Ah, e pra não perder o costume:
Wassup

Carlo aprova.


Injustiça

Eu preciso desfazer uma injustiça que eu cometi sem nem perceber: eu nunca escrevi sobre o Lubnnan!
Este restaurante árabe tem um significado especial pra mim, pois foi o primeiro que conheci. Além disso, foi lá que vi um show de dança do ventre pela primeira vez, e o atendimento que recebemos da família que administra o lugar sempre foi IMPECÁVEL. Concordo com o Marcelo Träsel quando ele coloca o Lubnnan no topo dos restaurante árabes de Porto Alegre, com o Damask vindo em segundo.
Sempre que vamos lá, pedimos o rodízio, que é barato (R$25 por pessoa) e farto.
Começa com o pão, as pastas de grão-de-bico, e berinjela e coalhada. Na foto também dá pra ver o tabule.
Pão, pastas e tabule

Não pode faltar o famoso kibe cru.
Kibe cru
Tampouco podem faltar as esfihas. Eu acho que poderia comer uma dúzia destas.
Esfihas
AH….O FALAFEL! Este acarajé do Oriente Médio…minha mãe comia pelo menos 5 cada vez que ia lá. E é só comer um pra entender por quê. Os kibes fritos também são ótimos.
Fritos
A kafta (estas carnes grelhadas, não aquele escritor) é o prato favorito do meu pai.
Kafta
Isso é BEM interessante: rolinho de folha de parreira recheado com arroz. Os outros mais claros são de repolho. O recheio é azedo,
imagino que seja levedado ou algo assim.
Rolinhos de repolho e folha de parreira
Mjadra, que apesar do nome complicado é lentinha com arroz e cebola caramelada. Pena que não existe mais a opção de misturar com as favas apimentadas.
Mjadra
Depois de se estufar comendo todas estas delícias, tu ainda pode levar algumas guloseimas pra casa. O sortimento de doces, bebidas, fumos etc é grande.
Produtos Libaneses

Lubnnan
Avenida Cristóvão Colombo, 727 – Porto Alegre – RS, 90560-000, Brazil‎ – (0xx)51 3212-0520‎


Mais do que uma ilha


Já falei antes aqui sobre o Okinawa, um ótimo restaurante japonês que fica em Canoas.
Pois um dia desses eu e Rebeca resolvemos passar lá e, em um enorme exercício de auto-controle, só comer um temaki cada um.
Claro que acabamos pedindo uma porção de gyoza, mas conseguimos pedir só dois temakis. Como era esperado, estava delicioso, mas este post não é pra repetir mais uma vez sobre a qualidade da comida de lá, mas sim pra falar sobre o serviço.
Sempre fomos muito bem atendidos lá, mas essa vez em particular foi especial: enquanto esperávamos os temakis, peguei Carlo no colo e comecei a passear pelo restaurante e ele, curioso como sempre, ficou olhando os sushimen trabalhando. Aí um deles, que estava cortando os peixes, olhou pra ele, reconheceu-o e me disse: “Peraí que vou cortar um polvo pra ele que eu sei que ele gosta”.
Logo depois chegavam na nossa mesa duas fatias de polvo cru, entregues por um garçom que comentou “Esse é o guri que gosta de polvo?”
Eu ri e fiquei com a sensação de que o Carlo é um espécie de “mascote” dos sushimen de lá.
Pra fechar a noite, recebemos de cortesia um camarão ENORME, empanado inteiro com uma massa estilo empanados chinesa e um molho agridoce fenomenal, prato que estava sendo testado antes de fazer parte do cardápio. O nome ainda não estava definido, e eles estão aceitando sugestões.
Enfim, cada vez que vou lá saio muito satisfeito. Altamente recomendado.
Sem fotos pois eu não pretendia comer lá, então a câmera ficou em casa…


Considerações sobre os restaurantes mexicanos de Porto Alegre.

Na última quinta-feira, eu, Carlo e Rebeca fomos até Porto Alegre resolver alguns assuntos, e como estávamos com vontade de comida mexicana, fomos direto ao Tehama. Infelizmente estava fechado, então fomos ao Pueblo, que não é tão bom mas é barato e perto de onde estávamos.
Felizmente, o que é bom do Pueblo continua bom: comida boa e preço baixo (R$16 o buffet livre). Infelizmente, o que é ruim continua ruim: fila pra entrar, fila pra pegar comida e falta de lugar pra estacionar. Saímos de lá satisfeitos mas não convencidos.
Dias depois, fomos ao Tehama, um lugar que já fomos várias vezes, tanto no rodízio ao meio-dia quanto no a la carte durante a noite. O Tehama é mais caro, mas oferece uma variedade bem maior e pratos mais saborosos, além de não ter a MALDITA fila do Pueblo. Chegando lá, tivemos uma ótima surpresa: agora a casa funciona em sistema misto, tendo todos os ingredientes necessários para montar tacos, nachos, burritos além de outros pratos disponíveis em um buffet, enquanto fajitas, queisadillas e burritos já montados são levados à mesa, como um rodízio. Pessoalmente, acho que eles conseguiram juntar o melhor de cada sistema, além de agora oferecem saldas muito interessantes. Entre elas, destaco a “Salada Acapulco”, uma mistura deliciosa que consiste de manga, abacate, camarão e uma vinagrete de suco de laranja e tequila. Misture o molho de pimenta com abacaxi (também disponível no buffet) e tenha orgasmos organolépticos.
Fortemente recomendado.
Funcionamento:
Diariamente de terça a domingo, a partir das 18h30min, com sugestões bem variadas de happy hour e jantar.
Nos sábados, domingos e feriados o Tehama abre suas portas também ao meio dia, com o saboroso rodízio Tex-Mex.
E nas sextas -feiras, a partir das 11h45min, buffet executivo Tex-Mex.


Fazenda Barbanegra

Placa da entrada
Depois de ler sobre a Fazenda Barbanegra no Garfada. fiquei curioso pra conhecer e experimentar as carnes lá disponíveis.
Minha meta era finalmente comer molleja, uma iguaria uruguaia que em bom Português é chamada de timo.
Cara esquisita
Se você fez uma cara que nem essa do Carlo quando falei em comer glândulas de animais, acalme-se. De vez em quando é bom sair da nossa zona de conforto e experimentar coisas diferentes. Tudo bem não gostar de comer algumas coisas, mas decidir que não gosta sem nem experimentar é (desculpem-me a franqueza) ser muito tacanho. Tá, chega de lição de moral e vamos ao que interessa: a comida.
O couvert é bem simpático, com manteiga, uma pastinha verde com manjericão e um patê de fígado muito bom.
Couvert
O timo e a calabresa são bem como o Träsel descreveu: deliciosos. Carlo adorou.
Timo e calabresa
Para completar a festa, a Rebeca EXIGIU um Filé de porco com gorgonzola e geléia de amora.
Porco com gorgonzola e geléia de amora
Eu gostei do prato, mas pessoalmente colocaria menos queijo ou um gorgonzola que fosse menos salgado, pois lá pelo fim eu já estava enjoando dele. A Rebeca achou irretocável e nós todos concordamos que o prato é excelente.
Picanha de cordeiro
A picanha de cordeiro estava cozida à perfeição, tenra e bem-cozida.
Arroz Antônio Chavez Barcellos
O acompanhamento, uma porção de Arroz Antônio Chavez Barcellos, é bom, mas ficou meio sem-graça comparado aos outros sabores. Provavelmente foi uma má escolha da nossa parte ao invés de um problema com o prato em si.
No fim, nem sobrou espaço para sobremesa. Achei muito simpático quando o dono foi até nossa mesa perguntando como estava sendo nossa experiência. Saímos de lá muito satisfeitos com a comida, com o serviço e com vontade de experimentar as outras opções do cardápio. A orgia toda deu em torno de R$35 pra cada um.
Fortemente recomendado.


Cheesecake

Cheesecake
Foi a Rebeca quem fez. Ela fez inclusive a geléia da cobertura.
Nham nham.


A tradição está criada

Seleção de delícias
Eu falei bastante sobre o Festival de Culinária Húngara, falei também que tinha sido um enorme sucesso e portanto iria ocorrer novamente.
E de fato ocorreu e novamente foi um estrondoso sucesso. Tive até a impressão de que tinha mais gente lá, talvez por pressão das pessoas que ficaram sem ingressos. Eu estava um pouco curioso pra ver o efeito das mudanças no cardápio, que foram sutis mas importantes. A sopa de alho não era mais tão cremosa, tendo agora um leve toque de molho de tomate. Não que não fosse gostosa, mas gostei mais da “primeira versão”. Por outro lado, a sopa de goulash foi abolida, o que acabou com aquela “redundância” de ter sopa de goulash e depois goulash. Outra novidade foi o molho branco com endro, que dava um toque interessante quando adicionado às frituras. Nas sobremesas, tivemos a adição de uma tortinha da framboesa e do sorvete de chocolate à combinação tradicional, o que achei uma decisão mais acertada do que oferecer 4 sorvetes com sabor parecido como no festival anterior.
Sorvete e torta
Torta enrolada
Novamente, a torta enrolada estava deliciosa, e entre alguns problemas e melhorias, o festival continua sendo muito bom.
Dia 14 de Janeiro tem de novo.


Saúde no copo

Eu já conhecia o Saúde no Copo pois já tinha comido umas 2 ou 3 vezes na loja da Nilo Peçanha e gostava de lá. Os smoothies são bem gostosos e os wraps são saudáveis sem serem sem-graça. Recentemente fui convidado à conhecer a loja do Pátio Ivo Rizzo, a mais recente das quatro unidades do Saúde no Copo.
De cara eu já gostei, pois o pátio é muito agradável. A sombra das árvores é apenas uma das opções, tendo a loja dois andares para quem quiser um ambiente fechado. Mas pulando para o que interessa, a nossa cortesia era de 3 smoothies, um wrap e um sanduíche. Como o Carlo não iria conseguir tomar um smoothie na mamadeira, trocamos por um suco.
image008
Da esquerda pra direita: Blueberry (Suco de uva com banana e blueberry), Frutas Vermelhas (Suco de maçã com mamão, amora, morango e framboesa) e suco de uva com amora.

Pra comer, pedimos uma Torrada de Frango (Pão de linho, frango desfiado, mussarela, alface e tomate)
image010

E um wrap Mediterrâneo (Massa verde, iscas de peito de frango grelhado, molho de tomate
com pimentões coloridos, cebola e champignon, alface e espinafre)

image011

Ambos são muito saborosos e nos deixaram com a sensação de fome saciada mas sem nenhum peso no estômago. Se morássemos mais perto, certamente seríamos clientes frequentes de lá.

image009

Carlo aprova.


Abelhas da maçã

Muita gente já tinha me falado maravilhas do Applebee´s, mas demorou um pouco pra descobrir se era isso tudo, pois quase sempre que a gente ia no Barrashopping, a Rebeca insistia em comer no Gendai. Desta vez eu íamos fingir que eu mando alguma coisa e fomos pra lá, o que se mostrou uma boa opção, pois estava bem calmo.
A proposta deles é ser um “neighborhood grill”, ou seja, um lugar onde o cliente se sinta em casa, e de fato esta é a impressão que se tem. O jeitão me lembra o Outback, mas com iluminação melhor e sem aquela coisa australiana forçada. O cardápio também tem suas similaridades, com várias opções de hamburgueres premium, bifes, saladas e refil de refrigerante ou limonada ad nauseum. O fato de cada mesa ter um pequeno buffet com 5 diferentes tipos de molhos de pimenta Tabasco automaticamente me fez gostar mais de estar lá.

Depois de muito salivar, finalmente escolhemos.
Eu fui de Bourbon Street Steak & Shrimp

Bourbon Street Steak & Shrimp

Uma combinação de steak e camarão. 250g de nosso Bourbon Street Steak acompanhado de camarões ao estilo Cajun, arroz espanhol, cebolas e cogumelos sauté.

Rebeca pediu um Stuffed Chicken Santa Fé

Stuffed Chicken Santa Fé

Peito de frango recheado com uma mistura de queijos e pimentas, com um leve toque de nossa pimenta Chipotle Pepper, empanado com corn flakes, banhado com o exclusivo molho Southwest Alfredo e acompanhado de nossa Garlic Mashed Potato e vegetais ao vapor.

Ambos muito bons, mas apesar de eu ter discutido por alguns minutos com o atendente sobre o ponto que eu gostaria meu bife, ele veio mais cozido do que eu gostaria. Mesmo com este deslize, fiquei extremamente satisfeito, pois o arroz é bem temperado sem ser extremamente apimentado e complementa bem o bife.

O prato de frango é bom, mas os vegetais estavam meio sem gosto, então acabavam não combinando muito com o molho cheio de queijo, mas Rebeca achou ótimo.

Pra ajudar tudo isso a descer, pedimos uma Cherry Limeade (Uma mistura fresca e refrescante de suco de limão, grenadine e soda limonada. Servido batido com gelo e guarnecido com cereja e limão) e um Milk Shake de Negresco coberto com chantilly.

Cherry Limeade
Milkshake Negresco
No fim das contas deu uns R$40 por pessoa e saímos satisfeitos, com uma boa impressão do lugar e querendo voltar pra experimentar outras coisas.

E foi exatamente o que fizemos cerca de um mês depois. Mas desta vez resolvemos testar a promoção de almoço, chamada de “Lunch Trio”, onde pode-se montar uma refeição escolhendo uma entrada, um prato principal e um acompanhamento por R$24,90 (que se comprados separadamente custariam R$9,90 cada) .

Eu pedi uma salada da casa, um bife e garlic mashed potato.
Filé com purê de batata

Rebeca pediu sopa de milho, filé a parmegiana e baked potato.
Sopa de milho
File parmegiana com batata assada

Felizmente não erraram o ponto o bife, que desta vez estava perfeitamente cozido (ou no caso, cru). Agora sei que é só pedir “mal-passado” e vai estar como eu gosto. A baked potato pedida pela Rebeca é tão acintosamente deliciosa que aposto que deve ter uma encíclica papal que proíbe esta combinação de batata, queijo derretido e bacon em doses tão pantagruélicas. Sério, esta batata por si só poderia ser uma refeição.

Mais uma vez saímos satisfeitos a felizes por ter escolhido ir lá.


Monte Polino, mais uma vez.

Preparem-se!

Comprem o kit de sobrevivência à pragas bíblicas!

Recolham a roupa!

Desmarquem a chapinha!

Juliano “Já Tenho Compromisso” Ângelo ligou, nos convidando pra jantar!!!

Já se recompôs do choque? Tá.

Como ninguém está nadando em dinheiro, e a Pati é chata seletiva pra comer, sugeri que a gente fosse na Monte Polino, pois a combinação de comida boa e barata é invencível.
Mais uma vez, foi espetacular.
O Filé a Parmegiana estava ainda melhor que da primeira vez e os Raviolis com molho quattro formaggi estavam soberbos.
Na hora da conta, um choque: R$67

No TOTAL.

Ou seja, menos de R$17 por pessoa.

OU SEJA, 4 pessoas comeram bastante e saíram totalmente satisfeitos pelo mesmo custo que CADA um de nós teve para sair do Take emburrados e com dor de barriga. Acho que vocês já sabem onde eu vou voltar, né?


Chinês Roots!

Ainda no tema “comida asiática” mas agora um pouquinho pro lado: comida chinesa!
O Youyi volta e meia aparece nos guias de restaurante como o “Melhor Chinês”, e realmente ele se sobressai. Geralmente ele é citado também pela autenticidade da comida, o que pra mim conta muitos pontos. Durante o pouco tempo que passei na China comi em alguns restaurantes e realmente a comida do Youyi tem muita semelhança com o que comi lá, fugindo dos clichês de sempre, mas não sei até que ponto os restaurante que conheci lá são autênticos e não meros “restaurantes pra turista”.
Mas enfim, eu gosto muito de lá e sempre que posso volto.
Desta vez pedimos a “Sopa Trovão”, que além de muito saborosa tem uma apresentação muito interessante: a tigela chega na mesa com apenas uma “bolacha” de arroz frito, muito quente. Aí a atendente despeja o molho com frango e camarão na tigela, o que causa um “choque” no arroz frito e o barulho característico que dá nome ao prato. Se eu soubesse que era assim, tinha filmado pra poder colocar aqui…
Sopa trovão

Pedimos também prato com Macarrão de Arroz, que pode ser cozido ou frito. Se pedir frito, o efeito é muito interessante, pois parecem uns fios de mandiopã, muito leves e crocantes.
Macarrão com porco

Pra variar, pedi uma porção de meia-lua.
Meia-lua
Não consigo ir lá sem pedir uma porção de meia-lua.
Pra variar, pedimos comida demais.
E mesmo assim foi barato. Comida pra umas 3 ou 4 pessoas e deu R$60.

Rua Cândido Silveira, 242 – Auxiliadora Porto Alegre – RS
Telefone: (51) 3342-3828
Horário de
atendimento: De segunda a sexta, das 12h às 14h e das 19h às 23h. Sábado, domingo e feriado, das 11h30 às 15h30 e das 19h às 23h.

Antes que vocês tenham uma overdose de glutamato, prometo que o próimo post vai ser com outro tipo de comida.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.